HISTÓRICO QUE INCLUI 2009, 2010 E 2011


Bem vindos ao meu diário........

Adoro seguidores! Follow me!

A minha Biografia

Foto:
Ao colo da Claudia a tomar biberão

Chamo-me Eros!
Por vezes Eros Maria (Quando faço asneiras)
Outras Eros Menino (Quando a minha mãe me quer dar mimo ou chamar para comer)

Ou simplesmente Meniiiiiiiiiiiiiiiino!

 Foto:
Ainda na casa da Claudia

Nasci no dia 25 de Julho de 2008 em Aveiro, numa casa velha que ia ser demolida.

A minha mãe biológica teve mais 3 gatinhos além de mim, um deles é parecido comigo na pelagem, segundo diz a minha madrinha Cláudia.

Eu era o maior deles todos. Talvez por isso eu não fui o primeiro a ser levado dali quando minha mãe biológica percebeu que iam deitar a casa abaixo.

Ela conseguiu levar todos os meus irmãos e eu fiquei para trás.

Passou uma noite, choveu em cima de mim. Miei tão desesperado que a Claudia me ouviu na casa ao lado daquela que ia ser demolida nesse mesmo dia.

Ela que é doida por gatinhos foi à minha procura. Encontrou-me, quase a morrer, com hipotermia. Aqueceu-me com uma botija de água quente, enrolou-me em mantinhas e levou-me ao veterinário…estive entre a vida e a morte, a Claudia quase não dormiu durante uns dias, revezando-se com a mãe dela para me tratarem, tomei leitinho próprio para gatinho com um biberão, estava sempre aquecido.

Quando tinha quase 1 mês, a Claudia começou a falar às amigas que precisava de encontrar um dono para mim mas que não podia ser qualquer um.

Tinha que ser alguém que me amasse de verdade.

Entretanto a minha mamã Guida, andava à procura de um gatinho e falou nisso à sua enteada Filipa, enquanto jantavam todos num restaurante no Porto.

A Filipa disse logo à Guida que a Claudia tinha um gatinho para dar. A Filipa e a Claudia falaram, a Claudia telefonou à minha mamã Guida combinando o encontro na casa da Claudia no Porto.

…………………………..

Quando aquela "senhora (a Guida)" chegou com o António e com a Filipa, eu fiquei deslumbrado e quando me pegou ao colo foi amor mútuo à primeira vista. Ela cheirou o meu nariz e eu cheirei o dela. Ofereci-lhe o maior e mais agradecido ronrom da minha vida. Adormeci aconchegado nas palmas das mãos dela, enquanto o “júri (Claúdia, marido dela, mãe dela)” ia falando com a Guida. Ao fim de algum tempo todos perceberam que o amor entre mim e a Guida era tão visível que a mãe da Cláudia comentou…estamos descansados é a dona ideal para ele, vai em boas mãos.
E foi assim que vim parar às mãos da Guida e sou imensamente feliz!

 
 
 
 
 



Foto: Com 3 mesinhos

Follow by Email